Tight Lacing

Dúvidas Comuns Sobre Tight Lacing

O que é o tight lacing?

O tight lacing é o nome da técnica de redução de medidas na região da cintura e modificação do shape na região do tronco através do uso de um Corset feito sob medida e especificamente para o seu corpo. Também chamado de treino para a cintura.

Como se pratica o tight lacing?

Para que se obtenham bons resultados no processo de redução de medidas, afinar a cintura e redesenho do shape do tronco, deve-se fazer uso de um Corset feito sob medida e especificamente para o seu corpo por um período mínimo de 6 (seis) horas diárias, por pelo menos 5 (cinco) dias da semana ou de no máximo 12 (doze) a 14 (quatorze) horas por dia, por 6 (seis) dias da semana, para casos mais avançados (entre o sexto e nono mês de treinamento). Para que o tight lacing seja praticado de maneira segura e sem trazer riscos ao corpo, é imprescindível consultar um médico previamente, a fim de investigar possíveis contra indicações para se tornar adepta à prática. Recomenda-se a consulta em um clínico geral, bem como em um ortopedista e angiologista, para que estes, devidamente esclarecidos pela paciente e suas intenções com o uso do Corset, efetivem a liberação para a prática do tight lacing. O tight lacing deverá ser praticado por um período que abrange entre 12 e 18 meses para a redução de medidas e construção de novo shape, afim de que a nova silhueta construída com o uso do Corset de fato torne-se perene no corpo. Devido ao longo período em que é recomendado fazer uso do Corset, é importante que o acompanhamento médico seja contínuo, com visitas regulares semestralmente. Também é imprescindível a introdução de exercícios físicos para a região abdominal e lombar. É recomendada a execução de pelo menos 300 abdominais simples por dia, bem como 150 movimentos de fortalecimento lombar (ponte abdominal, extensão lombar no banco inclinado, extensão lombar na máquina, etc.), afim de que se mantenha o tônus e a força dos músculos nas regiões onde o Corset irá atuar por um período maior de horas, impedindo a contração e expansão muscular destes. Lembramos que os exercícios jamais devem ser praticados com o Corset vestido no corpo, bem como é indispensável a orientação de um profissional de educação física no planejamento e orientação para tais exercícios.

É necessário consultar um médico antes de começar a praticar o tight lacing?

Recomenda-se a consulta em um clínico geral, bem como em um ortopedista e angiologista, para que estes, devidamente esclarecidos pela paciente e suas intenções com o uso do Corset, efetivem a liberação para a prática do tight lacing.
Recomendamos também ao aspirante à prática que aborde o médico com o máximo de informações possível sobre o tight lacing e sobre Corsets em mãos, sejam imagens, textos, links recomendados, bem como exemplos de outros praticantes. Desta forma, caso seu médico não tenha conhecimento sobre o assunto, ele poderá ter o mínimo embasamento para que efetive ou não a liberação para a prática.
Vale lembrar também que a prática do tight lacing demanda um longo tempo de uso do Corset (em torno de 18 meses), assim sendo as consultas aos médicos, principalmente seu ortopedista, devem ser regulares e este deve acompanhar de perto a sua evolução.

Quais exercícios devem ser feitos para que eu possa praticar o tight lacing?

É imprescindível a introdução de exercícios físicos para a região abdominal e lombar. É recomendada a execução de pelo menos 300 abdominais simples por dia, bem como 150 movimentos de fortalecimento lombar (ponte abdominal, extensão lombar no banco inclinado, extensão lombar na máquina, etc.), afim de que se mantenha o tônus e a força dos músculos nas regiões onde o Corset irá atuar por um período maior de horas, impedindo a contração e expansão muscular destes. Lembramos que os exercícios jamais devem ser praticados com o Corset vestido no corpo, bem como é indispensável a orientação de um profissional de educação física no planejamento e orientação para tais exercícios.

Quais as contra indicações do tight lacing?

Nem todos podem praticar o tight lacing e para tal é sempre importante obter a liberação médica para que se inicie a prática. Entre os problemas mais comuns e casos que devem evitar o tight lacing estão:
– Problemas respiratórios crônicos;
– Problemas cardíacos;
– Problemas de ordem circulatória;
– Problemas gástricos crônicos;
– Mau funcionamento de órgãos;
– Desvios graves de coluna ou Hérnia de disco (desvios leves de coluna e graus baixos de escoliose podem sim fazer uso do Corset, desde que liberados pelo ortopedista);
– Esclerose múltipla;
– Sedentarismo;
– Pessoas de pouca idade com formação óssea ainda incompleta.
Lembre-se que essa lista pontua apenas os casos mais comuns de contra indicações para a prática do tight lacing. É indispensável a prévia consulta aos médicos recomendados (clínico geral, ortopedista, angiologista, etc.), bem como a introdução supervisionada por profissional dos exercícios físicos recomendados.

Com qual idade posso iniciar a prática do tight lacing?

É muito importante que para iniciar a prática do tight lacing a praticante já esteja com seu desenvolvimento ósseo maturado, esta fase costuma ser atingida na fase da adolescência, mas para garantia e segurança do treino é importante obter a liberação de um ortopedista.

Até que idade posso praticar o tight lacing?

Mulheres com mais idade devem ter o acompanhamento mais próximo de um ortopedista (para avaliar a resistência óssea ou perca/redução do cálcio nos ossos, bem como outros fatores) e de um profissional de educação física, a fim de fortalecer e manter o tônus muscular, já que a musculatura tende a tornar-se mais enfraquecida com o passar do tempo.

Em média, quantos centímetros irei reduzir com o meu primeiro Corset para tight lacing?

As reduções de forma definitiva (ou seja, a silhueta assimilada pelo seu corpo após o período de treino) podem variar muito de caso a caso, porém, em geral o primeiro Corset para tight lacing é feito com aproximadamente 10 centímetros a menos do que a cintura natural da cliente. Desta forma, é possível obter, em média, uma redução de 4 a 6 centímetros com o uso do primeiro Corset, desde que o treino seja realizado seguindo as orientações corretas.

Posso reduzir ou atenuar costelas altas, estômago alto ou escoliose através da prática do tight lacing?

Com relação a costelas altas, sim, uma peça de modelagem reforçada na parte frontal pode ajudar significativamente a atenuar a desproporção causada por esta condição, desde que acompanhada por ortopedista.

Quanto ao estômago alto, o mesmo princípio é válido, uma peça de modelagem reforçada na parte frontal pode ajudar a atenuar a desproporção causada por esta condição.

Já no que diz respeito à escoliose, é necessário uma avaliação mais aprofundada de um médico ortopedista, pois desvios mais graves e acentuados ou outras condições desfavoráveis, como hiperlordose, hipercifose, etc, devem evitar a prática do tight lacing.

Por quanto tempo/horas devo praticar o tight lacing?

Para que se obtenham bons resultados no processo de redução de medidas, afinar a cintura e redesenho do shape do tronco, deve-se fazer uso de um Corset feito sob medida e especificamente para o seu corpo por um período mínimo de 6 (seis) horas diárias, por pelo menos 5 (cinco) dias da semana ou de no máximo 12 (doze) a 14 (quatorze) horas por dia, por 6 (seis) dias da semana, para casos mais avançados (entre o sexto e nono mês de treinamento). Para que o tight lacing seja praticado de maneira segura e sem trazer riscos ao corpo, é imprescindível consultar um médico previamente, a fim de investigar possíveis contra indicações para se tornar adepta à prática. Recomenda-se a consulta em um clínico geral, bem como em um ortopedista e angiologista, para que estes, devidamente esclarecidos pela paciente e suas intenções com o uso do Corset, efetivem a liberação para a prática do tight lacing. O tight lacing deverá ser praticado por um período que abrange entre 12 e 18 meses para a redução de medidas e construção de novo shape, afim de que a nova silhueta construída com o uso do Corset de fato torne-se perene no corpo. Devido ao longo período em que é recomendado fazer uso do Corset, é importante que o acompanhamento médico seja contínuo, com visitas regulares semestralmente, bem como a prática dos exercícios recomendados e sempre acompanhados por profissional de educação física.

Minha cintura ficará sempre fina depois do tight lacing?

Muitos fatores podem influenciar para que haja uma manutenção da silhueta depois do período mais intenso de tight lacing (18 meses), tais como: em que idade o treino foi iniciado, qual a dieta e quais exercícios físicos foram mantidos após esta fase mais intensa de treino, entre muitos outros fatores.

Todavia, após esta fase e com a manutenção de hábitos de vida saudáveis, bem como o uso pontual do Corset, o desenho de silhueta e a cintura marcada podem ser mantidos por longos anos no futuro.

Qual tipo de corpo pode praticar o tight lacing?

O Corset, em geral, é uma peça muito democrática que favorece uma gama variada de biótipos, porém, para alguns tipos de corpo as reduções devem ser menos acentuadas (manequins mais magros e com pouco tecido adiposo) ou mais acentuadas, em manequins maiores, pluz size (com reduções maiores do que 10 centímetros e alterações no shape e suportes oferecidos pelo Corset). Além disso, cada tipo de Corset pode ter uma finalidade específica e apresentar resultados ou não, dependendo das características de quem irá usá-lo. Em geral, o modelo de Corset Underbust Básico (seja em sarja, tela, coutil, etc) é a peça mais democrática e eficaz para a maioria dos biótipos. Caso tenha dúvidas ou alguma suspeita sobre a eficácia de algum dos nossos modelos para as suas curvas e proporções, por favor, não deixe de entrar em contato conosco através do formulário abaixo, para que juntos possamos achar a melhor solução.

Só é possível praticar o tight lacing e reduzir medidas com Corsets Originais e feitos sob medida?

Sim, é imprescindível que para a prática do tight lacing o Corset utilizado seja feito inteiramente sob medida e por profissionais especializados e com amplo estudo sobre a construção da peça, bem como a sua atuação sobre os mais diversos biótipos e peculiaridades do corpo humano. Recomendamos às aspirantes à prática do tight lacing que atentem para o fato de que, atualmente, são poucos os Ateliês especializados na confecção de Corsets originais, e que muitas peças de qualidade duvidosa, facilmente encontradas no mercado com a mesma nomenclatura, quando usadas de forma incorreta podem trazer danos severos e duradouros ao corpo da usuária.

Sou atleta e gostaria de praticar o tight lacing, como posso me beneficiar da prática?

Atualmente existe uma procura cada vez maior de adeptos do mundo fitness, bem como de algumas atletas, para a prática do tight lacing e uso do Corset. Por tratar-se também de um treino, o tight lacing deverá ser introduzido como uma das práticas de exercícios diários. Em atletas, devido, em geral, à baixa taxa de tecido adiposo no corpo, o tight lacing, através do Corset, vai atuar de maneira mais objetiva sobre áreas como a musculatura da região central do tronco, na altura da cintura, impedindo a hipertrofia dos músculos desta parte do corpo, assim sendo, com o treinamento intenso para a musculatura da região superior e inferior e consequente hipertrofia destes, a cintura permanecerá fina e a silhueta construída durante e após o tight lacing possuirá mais curvas. Em um segundo momento, com um período mais prolongado da prática do tight lacing o Corset irá começar a atuar no afunilamento dos últimos pares de costelas no fim da caixa torácica, movendo-as de posição de maneira gradativa e sem riscos, já que estas são compostas de cartilagem e este tipo de tecido é mais facilmente moldado com o uso e a atuação de um Corset sob medida nesta região. Por tais motivos e devido a estes benefícios a prática do tight lacing tem se tornado cada vez mais difundida entre este público, pois propicia de maneira mais objetiva e concisa a construção do tipo de silhueta almejada e valorizada em competições e torneios.
Recomendamos que, atletas ou não, todos os aspirantes à prática sigam as recomendações de realizar consultas e acompanhamentos médicos.

Qualquer pessoa consegue obter resultados satisfatórios com o tight lacing?

Desde que com aval médico, praticando os exercícios de forma regular e orientada e seguindo uma dieta balanceada, sim, a usuária deverá ter bons resultados com a prática. Para saber quem não pode praticar o tight lacing, leia a resposta da pergunta: “Quais as contra indicações do tight lacing?”, descrito acima.

Alguma pergunta sem resposta?

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem